TRATAMENTO PARA TRANSTORNO BIPOLAR

Transtorno Bipolar

O Transtorno Bipolar é uma doença de desordem cerebral que causa mudanças extremas e prolongadas de humor. Mas mudanças de humor são comuns. Pessoas que chamam de bipolar alguém que está passando por essas variações utilizando somente essa característica, além de errado, contribui para preconceitos e criação de tabus.

O Transtorno Bipolar são oscilações muito intensas que podem prejudicar e afetar a saúde mental. Cerca de 4 milhões de brasileiros têm o diagnóstico de bipolaridade (www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/ciencia-e-saude/2016/05/02/interna_ciencia_saude,529967/bipolaridade-atinge-4-milhoes-de-pessoas-no-brasil.shtml). Existe a crença de que o transtorno bipolar envolva apenas períodos de extrema alegria, seguidos por muita tristeza, porém, a verdade é que os episódios dentro do espectro podem apresentar características não tão simples de identificar.

Mania

A euforia (ou mania) é uma das fases do Transtorno Bipolar e caracteriza-se por um estado de exaltação do humor, com aumento de energia, sem qualquer relação com o momento que o indivíduo está vivendo. Nesse período do transtorno bipolar, o paciente não está deprimido e nem alegre por um motivo especial, mas apresenta humor eufórico, irritável ou mesmo jocoso ou arrogante. Mania de grandeza também é muito comum. Em geral, a mudança do comportamento na euforia é súbita, mas o indivíduo não percebe a sua alteração ou a atribui a algum fator do momento. O senso crítico e a capacidade de avaliação objetiva das situações ficam prejudicados ou ausentes, com explosões de raiva e fúria.

Hipomania

Uma outra fase que uma pessoa bipolar pode experimentar é a chamada hipomania, que seria um estado de mania mais leve e que traz menos prejuízo. Geralmente, a hipomania acarreta em um funcionamento acelerado, porém produtivo para o paciente. Muitos não identificam que estão em fase hipomaníaca, nivelando esse período como a fase eutímica. Esse ponto é importantíssimo, pois muitos pacientes, quando estão entrando em hipomania (podendo evoluir para a mania ou não) são resistentes quanto a manter o tratamento e muitas vezes param com a medicação, o que se torna um grande problema para estabilizar o transtorno.

Depressão

As fases de depressão dentro do transtorno bipolar também são consideradas um subtipo de depressão. Existe a depressão bipolar tipo 1, que é intercalada com episódios de mania, e a tipo 2, na qual os episódios fora da depressão tem uma euforia um pouco menos intensa. Os sintomas apresentados na fase de depressão são os mesmos de um episódio depressivo: humor deprimido, falta de energia, falta de iniciativa e vontade, falta de prazer, alteração do sono, alteração do apetite, lentificação psicomotora. Já nas fases de euforia, o paciente pode apresentar sintomas como: agitação, ocupação com diversas atividades, obsessão com determinados assuntos, aumento de impulsividade, aumento de energia, desatenção e hiperatividade. A pessoa com esse quadro geralmente acha que está bem e saudável.

A cura para o Transtorno Bipolar ainda é desconhecida, mas os sintomas podem ser controlados com um tratamento adequado.

A Estância Morro Grande acredita que a saúde e o bem-estar dependem de vários fatores, por isso aborda em seu tratamento o modelo biopsicossocial recomendando manter um estilo de vida saudável e hábitos diários que contribuam numa melhora com a combinação de terapias e medicamentos, desta forma, trabalhando a raiz do problema e os reais motivos que desencadeiam os sintomas.

O trabalho junto a um profissional pode ser essencial no controle das emoções e melhorar as reações diante dos episódios, enfrentando de uma maneira mais saudável situações de grandes desafios e/ou estressantes.